(HOME) : Movimento Viva Brasil  Notícias
Share |




28/12/2015 - Se Trump é nazista, desarmamentistas são o que?
Veículo: Agência Viva Brasil / Veiculação: On-line
Se Trump é nazista, desarmamentistas são o que?

Bene Barbosa*

Comparar pessoas à Hitler, bem como usar a palavra nazismo para qualquer bobagem, já não é novidade entre os progressistas tupiniquins. Tal tendência foi exemplarmente descrita por Mike Godwin em 1990 ao afirmar: "À medida em que cresce uma discussão online, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou o nazismo aproxima-se de 1 (100%)". Essa é a Lei de Godwin.

A jornalista Adriana Carranca fez exatamente isso ao comprar o discurso provocativo do candidato Donald Trump em seu mais novo artigo “De Hitler a Trump”. Artigo esse publicado em jornais de peso como O Globo e o Estadão. Falar sobre a diferença abissal entre o candidato americano e o genocida austríaco, acredito eu, seria perda de tempo meu e de quem se interessa pelo que eu escrevo. Trump adotou um discurso duro contra imigrantes muçulmanos – para deixar claro, falamos daqueles que andam degolando pessoas, queimando crianças vivas, entrando em casas de shows e abrindo fogo com seus fuzis, condenando cristãos às mais terríveis mortes pelo simples fato de serem cristãos, e outras benevolências mais, só para lembrar – isso é fato. Bom, sem Trump então se compara a Hitler, a articulista e seus editores, estão comparando os Judeus pré-guerra aos muçulmanos. Preciso dizer mais alguma coisa? Mas continuemos...

Trump expressou preconceito ao dizer que vai impedir que imigrantes entrem nos EUA simplesmente por serem suspeitos? Então se eu disser que eles podem entrar, mas não podem possuir armas para sua própria defesa, até mesmo contra pessoas que, como afirma a autora do artigo em questão, possam estar sendo incentivadas a perseguir muçulmanos pelo candidato republicano, isso também não seria preconceito? E se é preconceito, não foi exatamente isso que fez a jornalista ao apoiar a ideia que é um absurdo o fato de “suspeitos” possam comprar armas legalmente nos EUA. Hummm.... Entendi... O preconceito pode ser seletivo.

Ainda, se eu posso comparar Trump a Hitler, simplesmente por uma questão, aliás, apenas por um pequeno trecho de um discurso, também poderia fazê-lo ao comparar qualquer pessoa que defenda restrições, controles e banimentos de armas de fogo? Afinal, o ditador nazista foi o primeiro em criar o registro nacional de armas, catalogar todos seus proprietários e criar restrições para compra, posse e porte de armas para logo depois desarmar os judeus e todos os outros “inimigos” do Estado como está excepcionalmente descrito no livro Gun Control in the Third Reich, Disarming the Jews and “Enemies of the State” de Stephen P. Halbrook.

Se o preconceito é um conceito elástico e pode ser seletivamente invocado por alguns para chamá-los de nazistas, não vejo o motivo de não usar a mesma lógica e afirmar: nazista é você, desarmamentista!

*Bene Barbosa é presidente do Movimento Viva Brasil e coautor do livro Mentiram Para Mim Sobre o Desarmamento
Share |
     
     

Login Senha (?)